Sobre o Prêmio

A informação de qualidade tem o poder de ajudar a sociedade – em especial famílias, cuidadores e tomadores de decisão – a garantir o desenvolvimento saudável de nossas crianças. Por isso, a população deve estar consciente da importância das fontes de informação à sua volta, valorizando o caráter científico e o acesso democrático a conteúdos relevantes.

Tendo como parte de nossa atuação a disseminação de conhecimento, criamos o prêmio para promover junto aos meios de comunicação e às mídias sociais o tema da saúde infantojuvenil de modo a ampliar e qualificar o debate em torno desta questão.

Conheça nosso time de jurados

Conheça nosso
time de jurados

José Luiz Setúbal

Pediatra, atualmente é presidente e instituidor da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, vice-presidente do Instituto PENSI, e presidente do conselho da Associação Fundo Areguá. Também integra o conselho deliberativo da Associação Paulista de Fundações. Foi provedor da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Fátima Fernandes

Pediatra, mestre em Alergologia e Imunologia. É diretora-executiva do Instituto PENSI e também atua como Diretora-Médica do Serviço de Alergia e Imunologia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo.

Márcia Woods

Comunicadora social, tem 20 anos de experiência em programa e projetos de filantropia e investimento social e gestão de organizações da sociedade civil. É assessora da FJLES desde 2019, presidente do Conselho Deliberativo da ABCR, e do comitê coordenador do Movimento por uma Cultura de Doação.

Luciana Munaretti

Jornalista, atuou nas principais emissoras de TV do país, e vem se dedicando à comunicação corporativa nos últimos 20 anos. Foi diretora em agências de Marketing e Relações Públicas, e coordena a área de Comunicação da FJLES desde 2018.

Ana Luiza Navas

Fonoaudióloga, professora titular da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP. Associada fundadora do Instituto ABCD (iABCD). Membro do Conselho Superior da Fundação José Luiz Egydio Setubal (FJLES). Pesquisadora Associada da Rede Nacional de Ciência para Educação. Editora Chefe, Revista CoDAS.

Paulo Saldiva

Professor Titular do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Concentra atividades de pesquisa nas áreas de Anatomia Patológica, Fisiopatologia Pulmonar, Doenças Respiratórias e Saúde Ambiental, Ecologia Aplicada, Cidades e Saúde Humana, Humanidades e Antropologia Médica. Diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP até março de 2020.

Alecssandra Zaparolli

Empreendedora e jornalista com passagem pelo jornal o Estado de São Paulo, editoras Globo e Abril – nesta última atuou por 17 anos, ocupando o cargo de publisher. Há dois anos fundou a startup de mídia Galápagos Newsmaking, que produz conteúdo jornalístico e corporativo.

Vagner Alencar

Jornalista, mestre e doutorando em Educação pela PUC-SP. É cofundador e diretor de jornalismo na Agência Mural de Jornalismo das Periferias. É autor do livro “Cidade do Paraíso – Há vida na maior favela de São Paulo”. Também foi vencedor do 3º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, do Instituto Vladimir Herzog, e do 8º Prêmio Sebrae de Jornalismo.

Andrea Wolffenbüttel

Jornalista, trabalhou em televisão, jornais e revistas. Migrou para o Terceiro Setor em 2007. Coordenou a Comunicação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e do IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social. É membro do Comitê Coordenador do Movimento por uma Cultura de Doação.

Finalistas

A premiação contém 5 categorias

As categorias contemplam profissionais já formados e, dentro de cada uma, há uma subcategoria para estudantes de graduação. Conheça os finalistas:

Texto

Profissional:
Cristina Almeida
Amanda Luder
Ana Bottallo
Ranyelle Cavalcante de Andrade
Jean James de Albuquerque Gomes

Estudante:
Fernanda Martins Machado
Milena Flor Tomé
Lorene Dias de Souza
Rebeca Villaça Kroll
Karollyne Cassia Duarte Pereira

Áudio

Profissional:
Camila Salmazio
Laila Walid Silva El Mouallem
Gabriela Costa Mayer
Adriana Mesquita do Nascimento
Juliana Correia Almeida

Vídeo

Profissional:
Adriana de Farias
Juliana Causin Pacheco Conceição
Andreza Danielle Brito Vaz de Melo Sá
Laura Zschaber Guimarães
Joana Cantidio Mota Clemente

Iniciativas Digitais

Profissional:
Tatiana Pronin
Carla Pinto Bittencourt
Tércia Moreira Ribeiro da Silva

Organização (Inscrições Institucionais):
Ísis Maéve Sobrinho
Giulia de Jesus Brito

Campanhas de Comunicação

Organização (Inscrições Institucionais):
Amanda Kartanas Torres
Andressa Iovine Martins
Carlos Eduardo Pirani
Albert Ruan Gois Dionízio
Kim Silveira Maciel

Vencedores

Conheça os vencedores:

Como Participar

Confira abaixo como você pode participar:

1

Leia o regulamento

Leia o regulamento completo sobre o prêmio para saber todas as regras necessárias para a inscrição e tire todas as suas dúvidas na seção de Dúvidas Frequentes.

2

Organize os materiais necessários

Organize todos os materiais necessários e não se esqueça de checar a data limite para inscrição.

3

Faça a sua inscrição

Acesse a página da inscrição, preencha todos os campos e confira se todos os dados foram escritos corretamente antes de enviar o formulário.

Premiação

COMO A premiação será distribuída:

  • R$ 10.000,00 (dez mil reais)* para os profissionais vencedores;
  • R$ 5.000,00 (cinco mil reais)* para os estudantes universitários vencedores;

* Os valores acima serão depositados em uma única conta corrente. Caso a reportagem ou iniciativa tenha sido produzida por uma equipe, não cabe à organização do Prêmio a divisão do valor entre os eventuais autores do trabalho premiado. Confira todas as regras no regulamento.

Cronograma

Confira as principais datas do prêmio abaixo:

25 de Abril de 2022

Lançamento do prêmio e abertura das inscrições.

30 de Junho de 2022

Término das Inscrições.

Agosto de 2022

Divulgação dos finalistas.

Setembro de 2022

Evento de premiação/anúncio dos vencedores.

Regulamento

Confira os principais pontos do regulamento abaixo:

Objetivos

Contribuir para a democratização de informações relevantes para a sociedade no que tange à saúde de forma sistêmica, principalmente com enfoque na prevenção e mitigação de problemas relacionados à criança e ao adolescente.

Fomentar a produção de conteúdos de comunicação de qualidade nas mais diversas plataformas, sejam estritamente jornalísticas ou de formatos alternativos, desde que baseado em ciência e com profundidade, sobre temas que envolvem saúde da criança.

Reconhecer iniciativas que estão em veículos pequenos e médios e das diversas regiões do país e que possuem alto nível de qualidade técnica e/ou criatividade.

Promover advocacy por meio do apoio a iniciativas que abordem o tema em veículos e em mídias digitais e que possam influenciar tomadores de decisão e em campanhas que possam contribuir no fortalecimento de políticas públicas.

Perfil dos inscritos

Quem pode participar:

  • Jornalistas, comunicadores em geral, produtores de conteúdo (“creators”);
  • Sociedades médicas, organizações da sociedade civil, coletivos de comunicação que tenham iniciativas na área;
  • Iniciativas de governos locais (prefeituras) e estaduais, que promovam boas práticas de comunicação;
  • Entidades privadas ou filantrópicas da área da saúde como hospitais, planos de saúde ou clínicas que tenham produzido conteúdos em prol da saúde coletiva de crianças e adolescentes e que não sejam comerciais;
  • Estudantes de cursos técnicos, universitários de graduação e pós-graduação da área de comunicação. Obs: Para concorrer como estudante, a pessoa proponente não deve estar atuando profissionalmente em um veículo de comunicação. Caso já esteja atuando em um veículo de mídia, a inscrição será considerada como “profissional”.

Quem NÃO pode participar:

  • Agências de publicidade;
  • Assessorias de imprensa;
  • Colaboradores diretos e indiretos da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, do Instituto Pensi ou do Sabará Hospital Infantil.
  • Pessoas que tenham menos de 18 anos (até a data do fechamento das inscrições);
Categorias

São 5 categorias divididas em:

  • Texto: iniciativas em texto, reportagens ou séries de reportagens em meio impresso ou digital.
  • Áudio: iniciativas em áudio, reportagens ou séries de reportagens produzidas para rádio ou no formato podcast
  • Vídeo: iniciativas em vídeo, reportagens ou séries de reportagens para a TV em geral ou em plataformas de vídeos como o YouTube ou Vimeo
  • Iniciativas digitais: conteúdos para plataformas de mídias sociais como Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter, Linkedin, dentre outras, produzidas por jornalistas, comunicadores em geral, profissionais da área de saúde, produtores de conteúdo e/ou coletivos de mídia.
  • Campanhas de comunicação: iniciativas que visem a disseminação de informações de saúde, para o bem-estar da comunidade, com produção de materiais como os digitais, impressos, de áudio ou vídeo que busquem informar, engajar ou transformar a sociedade. Estudantes não concorrem nesta categoria. Obs: Campanhas de comunicação ‘interna’, como foco nos colaboradores das organizações, não estão incluídas nesta categoria.
Critérios de elegibilidade

As reportagens ou iniciativas devem focar a Saúde da Criança ou do Adolescente como tema principal e devem ter sido publicadas entre junho de 2021 e junho de 2022.

As iniciativas ou reportagens devem ter sido publicadas ou transmitidas em veículos reconhecidos como sendo um veículo de mídia (não podem ser páginas pessoais, exceto se for um perfil exclusivo dedicado ao tema).

As iniciativas enviadas por estudantes devem ter sido publicadas ou transmitidas em canais de mídia das universidades (jornais laboratório, rádio ou TV universitária, site da universidade etc.) ou em outras mídias, no entanto, devem obrigatoriamente estar vinculadas a um projeto, componente curricular ou trabalho orientado por pelo menos um professor responsável. No formulário de inscrição o candidato que for estudante poderá sinalizar em um campo específico a que está vinculado.

As iniciativas precisam estar em vigor ou concluídas, não sendo aceitas apenas ideias ou protótipos.

No que tange às Campanhas de Comunicação devem ter sido veiculadas no mesmo período das iniciativas de outras categorias (junho 2021 até junho de 2022).

Processo de seleção

1ª etapa: avaliação dos formulários e das reportagens/iniciativas enviadas, de acordo com os critérios de elegibilidade e de avaliação acima mencionados, realizada pela equipe da ponteAponte.

2ª etapa: avaliação das iniciativas finalistas aprovadas na 1ª etapa por um júri multissetorial, apontado pela ponteAponte e pela Fundação José Luiz Egydio Setúbal, que definirá os vencedores de cada categoria, em reunião presencial ou online, levando em conta os critérios de avaliação acima mencionados.

Premiação

A premiação distribuirá no total R$ 70.000,00 (setenta mil reais) brutos entre os vencedores, divididos da seguinte forma:

  • R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para os estudantes universitários vencedores.
  • R$ 10.000,00 (dez mil reais) para os comunicadores profissionais vencedores.
  • R$ 10.000,00 (dez mil reais) para a organização e/ou entidade vencedora (inscrições institucionais).
Cronograma
  • Lançamento do prêmio e abertura das inscrições: 25 de abril de 2022.
  • Término das inscrições: 30 de junho de 2022.
  • Processo de avaliação da 1ª Fase: julho de 2022.
  • Divulgação dos finalistas: agosto de 2022.
  • Processo de avaliação do Júri: agosto de 2022.
  • Evento de premiação/anúncio dos vencedores: setembro de 2022.

OBS: Acima estão as principais informações relacionadas ao prêmio, no entanto recomendamos a leitura do regulamento completo para o conhecimento aprofundado e detalhado das bases e condições estabelecidas.

Ajuda

Tire suas dúvidas sobre o prêmio

Quem pode se inscrever ao Prêmio?

Jornalistas, comunicadores em geral, produtores de conteúdo (“creators”), iniciativas do poder público e de seus equipamentos, de prefeituras e governos estaduais, organizações da sociedade civil ou coletivos de comunicação que tenham iniciativas na área, entidades privadas ou filantrópicas da saúde, estudantes de cursos técnicos, universitários de graduação e pós-graduação.

Quem não pode se inscrever?

Agências de publicidade, assessorias de imprensa, colaboradores diretos e indiretos da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, do Instituto Pensi ou do Sabará Hospital Infantil e pessoas que tenham menos de 18 anos (até a data do fechamento das inscrições).

Qual o valor do Prêmio?

O vencedor de cada categoria para profissionais ou as inscrições institucionais de organizações ganhadoras receberão R$ 10.000,00 (dez mil reais); o vencedor de cada categoria para estudantes receberá R$ 5.000,00 (mil reais). Todos os vencedores e finalistas recebem certificado.

Posso inscrever mais de uma matéria?

Sim, cada candidata ou candidato pode inscrever até 3 (três) reportagens ou iniciativas.

Posso me inscrever em mais de uma categoria?

Sim, cada candidato pode inscrever até 3 (três) reportagens ou iniciativas, numa mesma categoria ou em categorias diferentes.

Qualquer estudante pode participar?

Podem se inscrever estudantes de ensino técnico, graduação e pós-graduação da área de comunicação , desde que supervisionados por um docente e que a reportagem ou iniciativa tenha um vínculo com a faculdade/universidade, isto é, que seja publicada em alguma mídia universitária ou que seja uma ação/iniciativa realizada com apoio da instituição. Se você for estudante, deve ter 18 anos completos.

Sou estudante do ensino médio, posso me candidatar?

Nesta edição, o Prêmio é aberto somente para estudantes de ensino técnico, graduação e pós-graduação da área de comunicação.

Sou estudante universitário, mas publiquei uma matéria num veículo de imprensa. Em qual categoria devo me inscrever?

Reportagens publicadas em veículos do mercado de mídia devem se inscrever na categoria principal, mesmo se o autor for estudante. A categoria Estudante é apenas para iniciativas realizadas no âmbito das mídias universitárias.

Sou aluno de EAD, posso me inscrever?

Sim, desde que tenha a supervisão de um professor, e a reportagem ou iniciativa tenha sido realizada no âmbito da faculdade/universidade.

Posso inscrever meu TCC (trabalho de conclusão de curso)?

Nesta edição, o Prêmio não aceita trabalhos acadêmicos (TCCs, dissertações teses, artigos). Podem ser inscritas reportagens publicadas em jornais-laboratório ou iniciativas criadas com apoio da faculdade/universidade.

Posso fazer uma inscrição em grupo?

Toda inscrição deve ser feita como pessoa física e ter um responsável, que será o ponto de contato. Porém, pode haver outras pessoas na equipe.

Somente alunos de Jornalismo podem se inscrever?

Podem se inscrever alunos de qualquer curso da área de comunicação, desde que a reportagem ou iniciativa tenha um professor responsável e tenha sido realizada no âmbito da faculdade/universidade.

Agências de publicidade podem se inscrever?

Não é permitida a inscrição de nenhuma campanha publicitária comercial ou de agências. Todas as campanhas devem ser meramente informativas sobre temas relacionados à causa da saúde de crianças e adolescentes. Pode haver uma agência (de comunicação, de publicidade) responsável por produzir a campanha, mas a inscrição deve ser feita por uma entidade de classe de saúde, uma organização da sociedade civil, coletivo de comunicação ou governos locais.

Não sou jornalista, mas tenho um blog/site/perfil no Instagram sobre Saúde da Criança, posso me inscrever?

Profissionais que produzem conteúdo digital focado no tema do Prêmio devem se inscrever na categoria Iniciativas Digitais, desde que atendam aos critérios de elegibilidade e avaliação.

Posso inscrever somente uma ideia de pauta?

Somente reportagens publicadas/veiculadas entre junho de 2021 e junho de 2022 podem ser inscritas.

Que tipos de iniciativas podem ser inscritas além de reportagens?

Plataformas online/portais específicos sobre saúde da criança e do adolescente, perfis de mídias sociais dedicados ao tema da saúde da criança e do adolescente, editorias especializadas na temática criadas em jornais ou revistas, cadernos ou edições especiais, gibis temáticos, parcerias entre organizações da sociedade civil e empresas de comunicação para estímulo ao tema, games ou aplicativos de distribuição gratuita, entre outras.

Não encontrou a sua dúvida?
Entre em contato conosco através do email projetos@ponteaponte.com.br
ou pelo WhatsApp (11) 91360-3203.

O atendimento será realizado apenas em dias úteis e horário comercial (9h às 17h).
Os contatos serão respondidos em até 24h após o recebimento, exceto em fins de semana e feriados.

Sobre os Realizadores

Este prêmio é uma realização da Fundação José Luiz Egydio Setúbal com o apoio técnico da Ponte a Ponte.

Copyright © 2022 – Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Collabs.