Prêmio de Comunicação
Fundação José Luiz Egydio Setúbal

Para jornalistas e produtores de conteúdo que  retratam, por meio do seu trabalho, o tema da saúde infantil em nosso país.  

Sobre o Prêmio

O prêmio surge para promover junto aos meios de comunicação e  mídias sociais o tema da saúde da criança e do adolescente visando ampliar e qualificar o debate em torno desta questão.

A FJLES acredita no poder da informação para que a sociedade – em especial pais, cuidadores e tomadores de decisão – consigam garantir o desenvolvimento saudável dos nossos jovens. Entendemos que a população deve estar consciente da importância da fonte da informação, valorizando o caráter científico, a democratização e o acesso a conteúdos relevantes.

Categorias

A premiação contém 5 categorias

As categorias contemplam profissionais já formados e, dentro de cada uma, há uma subcategoria para estudantes de graduação. A divisão segue o padrão abaixo:

Texto

Reportagens ou séries de reportagens em meio impresso ou digital.

Áudio

Reportagens ou séries de reportagens produzidas para rádio ou no formato podcast.

Vídeo

Reportagens ou séries de reportagens para a TV em geral ou em plataformas de vídeos como o YouTube ou Vimeo.

Iniciativas Digitais

Conteúdos para sites/plataformas ou mídias sociais como Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter, dentre outras. Séries de vídeos ou podcasts que não se encaixem no conceito “reportagem” devem ser inscritas aqui.

Campanhas de Comunicação

Iniciativas produzidas por entidades de classe de saúde, Organizações da Sociedade Civil ou coletivos de comunicação sobre temas relacionados à causa da saúde de crianças e adolescentes.

Como Participar

Confira abaixo como você pode participar:

1

Leia o regulamento

Leia o regulamento completo sobre o prêmio para saber todas as regras necessárias para a inscrição e tire todas as suas dúvidas na seção de Dúvidas Frequentes.

2

Organize os materiais necessários

Organize todos os materiais necessários e não se esqueça de checar a data limite para inscrição.

3

Faça a sua inscrição

Acesse a página da inscrição, preencha todos os campos e confira se todos os dados foram escritos corretamente antes de enviar o formulário.

Premiação

COMO A premiação será distribuída:

  • R$ 8.000,00 (oito mil reais)* para os profissionais vencedores;
  • R$ 2.000,00 (dois mil reais)* para os estudantes universitários vencedores;

* Os valores acima serão depositados em uma única conta corrente. Caso a reportagem ou iniciativa tenha sido produzida por uma equipe, não cabe à organização do Prêmio a divisão do valor entre os eventuais autores do trabalho premiado. Confira todas as regras no regulamento.

Cronograma

Confira as principais datas do prêmio abaixo:

08 de Março de 2021

Lançamento do prêmio e abertura das inscrições.

11 de Junho de 2021

Término das Inscrições.

Agosto de 2021

Divulgação dos finalistas.

Setembro de 2021

Evento de premiação/anúncio dos vencedores.

Regulamento

Confira os principais pontos do regulamento abaixo:

Objetivos

Contribuir para a democratização de informações relevantes para a sociedade, abordando a saúde de forma sistêmica, principalmente com enfoque na prevenção e mitigação de problemas relacionados à criança e ao adolescente.

Fomentar a produção de conteúdos de comunicação de qualidade nas mais diversas plataformas, sejam estritamente jornalísticas ou de formatos alternativos, desde que baseado em ciência e com profundidade, sobre temas que envolvem saúde da criança.

Promover advocacy por meio do apoio a iniciativas que abordem o tema em grandes veículos e em mídias digitais e que possam influenciar tomadores de decisão e contribuir no fortalecimento de políticas públicas.

Perfil dos inscritos

Quem pode participar:

Jornalistas, comunicadores em geral, produtores de conteúdo (“creators”);

Profissionais da área de saúde que produzam conteúdo focado no tema do Prêmio;

Sociedades médicas, organizações da sociedade civil, coletivos de comunicação que tenham iniciativas na área;

Estudantes universitários de graduação (que concorrerão separadamente dos profissionais e comunicadores já formados em geral);

*Quem não pode participar:
Agências de publicidade, assessorias de imprensa, órgãos governamentais, pessoas que tenham menos de 18 anos (até a data do fechamento das inscrições), hospitais ou clínicas de saúde privadas ou filantrópicas e planos de saúde. 

Categorias

São 5 categorias divididas em:

  • Texto: reportagens ou séries de reportagens em meio impresso ou digital;
  • Áudio: reportagens ou séries de reportagens produzidas para rádio ou no formato podcast;
  • Vídeo: reportagens ou séries de reportagens para a TV em geral ou em plataformas de vídeos como o YouTube ou Vimeo;
  • Iniciativas digitais: conteúdos para sites/plataformas ou mídias sociais como Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter, dentre outras. Séries de vídeos ou podcasts que não se encaixem no conceito “reportagem” devem ser inscritas aqui;
  • Campanhas de comunicação: iniciativas produzidas por entidades de classe de saúde, organizações da sociedade civil ou coletivos de comunicação sobre temas relacionados à causa da saúde de crianças e adolescentes.
Critérios de elegibilidade

As reportagens ou iniciativas devem focar a Saúde da Criança ou do Adolescente como tema principal e devem ter sido publicadas entre junho de 2020 e junho de 2021.

As iniciativas ou reportagens devem ter sido publicadas ou transmitidas em veículos reconhecidos como sendo um veículo de mídia (não podem ser páginas pessoais, exceto se for um perfil dedicado ao tema).

As iniciativas enviadas por estudantes devem ter sido publicadas ou transmitidas em canais de mídia das universidades (jornais laboratório, rádio ou TV universitária, site da universidade etc.) ou em outras mídias, no entanto, devem obrigatoriamente estar vinculadas a um projeto, componente curricular ou trabalho orientado por pelo menos um professor responsável.

Não serão aceitas apenas ideias ou protótipos.

Processo de seleção

1ª etapa: avaliação dos formulários e das reportagens/iniciativas enviadas, de acordo com os critérios de elegibilidade e avaliação acima mencionados, realizada pela equipe da ponteAponte. 

2ª etapa: avaliação das iniciativas finalistas aprovadas na 1ª etapa por um júri multissetorial, apontado pela ponteAponte e pela Fundação José Luiz Egydio Setúbal, que definirá os vencedores de cada categoria, em reunião presencial ou online, levando em conta os critérios de avaliação acima mencionados.

Premiação

Total de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais)  distribuídos aos vencedores da seguinte forma em cada categoria:

  • R$ 8.000,00 (oito mil reais) para cada um dos cinco vencedores entre os profissionais  já formados.
  • R$2.000,00 (dois mil reais) para cada um dos cinco vencedores entre os estudantes universitários.
Cronograma
  • Lançamento do prêmio e abertura das inscrições: 08 de março de 2021.
  • Término das inscrições:  11 de junho de 2021.
  • Divulgação dos finalistas: agosto de 2021.
  • Evento de premiação/anúncio dos vencedores: setembro de 2021.

OBS: Acima estão as principais informações relacionadas ao prêmio, no entanto recomendamos a leitura do regulamento completo para o conhecimento aprofundado e detalhado das bases e condições estabelecidas.

Ajuda

Tire suas dúvidas sobre o prêmio

Quem pode se inscrever no Prêmio?
Jornalistas, comunicadores em geral, produtores de conteúdo (“creators”), profissionais da área de saúde que produzam conteúdo focado no tema do Prêmio, sociedades médicas, organizações da sociedade civil ou coletivos de comunicação que tenham iniciativas na área, estudantes universitários de graduação.
Quem não pode se inscrever?
Agências de publicidade, assessorias de imprensa, órgãos governamentais, pessoas que tenham menos de 18 anos, hospitais ou clínicas de saúde privadas ou filantrópicas e planos de saúde.
Qual o valor do Prêmio?

O vencedor de cada categoria principal receberá R$ 8.000 (oito mil reais); o vencedor de cada categoria para estudantes receberá R$ 2.000 (mil reais). Todos os vencedores e finalistas recebem certificado.

Posso inscrever mais de uma matéria?

Sim, cada candidato pode inscrever até 3 (três) reportagens ou iniciativas.

Posso me inscrever em mais de uma categoria?

Sim, cada candidato pode inscrever até 3 (três) reportagens ou iniciativas, numa mesma categoria ou em categorias diferentes.

Qualquer estudante pode participar?

Podem se inscrever estudantes de graduação de qualquer curso, desde que supervisionados por um docente e que a reportagem ou iniciativa tenha um vínculo com a faculdade/universidade, isto é, que seja publicada em alguma mídia universitária ou que seja uma ação/iniciativa realizada com apoio da instituição.

Sou estudante do ensino médio, posso me candidatar?

Nesta edição, o Prêmio é aberto somente para estudantes de graduação.

Sou estudante de pós-graduação, posso me candidatar?

Nesta edição, o Prêmio é aberto somente para estudantes de graduação.

Sou estudante universitário, mas publiquei uma matéria num veículo de imprensa. Em qual categoria devo me inscrever?

Reportagens publicadas em veículos “consagrados” de mídia devem se inscrever na categoria principal, mesmo se o autor for estudante. A categoria Estudante é apenas para iniciativas realizadas no âmbito das mídias universitárias.

Sou aluno de EAD, posso me inscrever?

Se for um curso de graduação, sim, desde que tenha a supervisão de um professor, e a reportagem ou iniciativa tenha sido realizada no âmbito da faculdade/universidade.

Posso inscrever meu TCC (trabalho de conclusão de curso)?

Nesta edição, o Prêmio não aceita trabalhos acadêmicos (TCCs, dissertações teses, artigos). Podem ser inscritas reportagens publicadas em jornais-laboratório ou iniciativas criadas com apoio da faculdade/universidade.

Posso fazer uma inscrição em grupo?

Toda inscrição deve ser feita como pessoa física e ter um responsável, que será o ponto de contato. Porém, pode haver outras pessoas na equipe.

Somente alunos de Jornalismo podem se inscrever?

Podem se inscrever alunos de qualquer curso de graduação, desde que a reportagem ou iniciativa tenha um professor responsável e tenha sido realizada no âmbito da faculdade/universidade.

Como assim tem uma categoria “campanha” se agência de publicidade não pode se inscrever?

Não é permitida a inscrição de nenhuma campanha publicitária. Todas as campanhas devem ser meramente informativas sobre temas relacionados à causa da saúde de crianças e adolescentes. Pode haver uma agência (de comunicação, de publicidade) responsável por produzir a campanha, mas a inscrição deve ser feita por uma entidade de classe de saúde, uma organização da sociedade civil ou coletivo de comunicação.

Minha empresa realizou uma campanha focada no tema do Prêmio, posso me inscrever?

Iniciativas de empresas não são elegíveis para o Prêmio.

Não sou jornalista, mas tenho um blog/site/perfil no Instagram sobre Saúde da Criança, posso me inscrever?

Profissionais que produzem conteúdo digital focado no tema do Prêmio devem se inscrever na categoria Iniciativas Digitais, desde que atendam aos critérios de elegibilidade e avaliação.

Posso inscrever somente uma ideia de pauta?

Somente reportagens publicadas/veiculadas entre junho de 2020 e 11 junho de 2021 podem ser inscritas.

Que tipos de iniciativas podem ser inscritas?

Plataformas online/portais específicos sobre saúde da criança e do adolescente, perfis de mídias sociais dedicados ao tema da saúde da criança e do adolescente, editorias especializadas na temática criadas em jornais ou revistas, cadernos ou edições especiais, gibis temáticos, parcerias entre organizações da sociedade civil e empresas de comunicação para estímulo ao tema, games ou aplicativos de distribuição gratuita, entre outras.

Tenho vídeos no YouTube sobre saúde da criança, devo me inscrever em Audiovisual ou em Iniciativas Digitais?

Depende. Se forem reportagens (conteúdo jornalístico, que consiste em transmitir informações novas, objetivas e precisas sobre fatos, personagens, ideias e produtos relevantes, a partir de investigação jornalística), deve se inscrever na categoria Audiovisual. Se for outro tipo de produção de conteúdo (por exemplo: animação, aulas, conteúdos próprios ou opinativos etc.), deve se inscrever na categoria Iniciativas Digitais. 

Não encontrou a sua dúvida?
Entre em contato conosco através do email raoni@ponteaponte.com.br.

Sobre os Realizadores

Este prêmio é uma realização da Fundação José Luiz Egydio Setúbal com o apoio técnico da Ponte a Ponte.

  A Fundação José Luiz Egydio Setúbal é uma organização que há dez anos se dedica a causa da saúde infantil no Brasil,  atuando em várias frentes, como: assistência médica (realizada pelo Hospital Infantil Sabará em SP – referência nacional no atendimento  a crianças e adolescentes); ensino, pesquisa e projetos sociais (realizados pelo Instituto Pensi ); e geração e disseminação de conhecimento por plataformas como o canal no Youtube Saúde da Infância.

A ponteAponte (pAp) é uma empresa que atua para fortalecer a cultura do impacto coletivo, qualificando o investimento social por meio de iniciativas multissetoriais em duas grandes frentes que se conectam: Seleção & Avaliação de projetos e Potencialização de atores do ecossistema. Conectamos o melhor de cada mundo para um mundo cada vez melhor. A ponte, para nós, é um lugar não apenas de travessia, mas também de encontros, trocas, reflexões e aprendizados, de onde se tem uma visão panorâmica que permite a escolha conjunta de caminhos.

Copyright © 2021 – Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Collabs.