O acionista do Itaú, banco que lucrou 25,7 bilhões de reais em 2018, fala de sua batalha para engajar pessoas de alto poder aquisitivo na prática da filantropia e ajudar a transformar o país. Confira a entrevista nas imagens: